10 dicas de como a sua imagem afeta sua carreira.

August 26, 2018

 

 

A preocupação que acontece para as entrevistas presenciais merece atenção redobrada no contato virtual, pois sabemos o quanto uma imagem pode influenciar pessoas. Não é incomum a sua foto chegar antes de uma série de informações que podem te catapultar. Mas, talvez, ela ou sua ausência, dependendo do meio de apresentação, podem inibir o interesse para os próximos detalhes tão sedutores. No Linkedin, por exemplo, perfis com fotos são 21 vezes mais vistos. Fotos de boa qualidade podem estimular mais conexões para o seu perfil. Portanto, não subestime! Ter uma fotografia ou um banco de imagens adequado às múltiplas plataformas faz parte das estratégias de marketing profissional para atrair mais clientes e recrutadores. Então, como colocar em prática que a sua imagem “fale mais que mil palavras”? (E, principalmente, falar as palavras certas). Estar pronto para as variadas vitrines: intranet da empresa, Linkedin, website, rede social, currículo e cartão de visitas, dentre outros meios, representa o valor que deseja transmitir. É a sua marca e ela precisa ser consistente em todas elas.

01 - Aquela dica de que MENOS É MAIS conta em vários princípios para a fotografia não lhe comprometer ou distrair. Esta informação é um fundamento importante, e também vale para o local que você escolhe para tirar a foto. Use fundo neutro, priorizando você como destaque, sem que a atenção seja dispersa ou outra mensagem possa ser passada além de você. Evite cores fortes, estampas ou externas. Lembre-se, você é o ponto focal!

02 - A Luz! Sem ela não tem fotografia. A iluminação certa é uma boa aliada para lhe valorizar. Fique de frente para uma fonte de luz natural ou artificial. Preste atenção nas paredes de frente para as janelas ou varan

 

das. Desta forma, conseguirá distribuir por igual a iluminação e será visto com clareza. Dê preferência à luz branca e suave.

03 - Ao escolher a roupa, lembre-se do seu público, do seu mercado, da sua profissão e se vista para um evento do seu meio, como uma entrevista ou reunião. Não precisa exagerar, mas valorize-se! Cores sóbrias, mas que deem contraste com o seu tom de pele, ajudam a destacá-lo(a) e não parecer apagado(a). Evite estampas, grafismos, como o xadrez ou listras, algumas padronagens podem criar “efeito moiré”, que é um efeito ótico como uma onda ou ruído. Tudo que chame mais atenção que você é melhor evitar.

04 - Expressão facial influencia na percepção de característica. Então, exercite o olhar na lente da câmera e lembre-se do seu cliente ou empregador e imagine que está olhando para os olhos deles e transmita credibilidade, serenidade, simpatia, gentileza, confiança dentre outros. Esses sentimentos são transmitidos por meio das expressões e são captados pelas fotografias. Exercite a sua acessibilidade. Um olhar simpático, com um sorriso sutil são bons aliados. Lembre-se de sorrir com os olhos.

05 - Pegando a deixa do olho no olho e da força de expressão, esses pontos são bem observados quando estamos mais perto. Com isso, valorize mais o close do rosto. Deixe pelo menos 60% do espaço para o seu rosto. Enquadre do peito para cima e perceba se a expressão está valorizada. Não pegue abaixo da cintura ou corpo inteiro. A não ser quando solicitado em alguns casos de seleção, quando precisa enviar uma foto de rosto e corpo.

06 - Não divida sua apresentação com ninguém. Deixa a concorrência lá fora! Não deixe dúvidas sobre qual delas é você. Aproveitar fotos de viagens com pessoas lindas, parentes, bem como em eventos descolados ou mesmo corporativos, não valoriza você para o seu objetivo. Ao contrário, manda a mensagem que você está mais preocupado com outras atividades do que dialogar com o seu potencial cliente ou empregador. É como se você levasse amigos para uma entrevista de trabalho.

07 - Na hora de escolher acessórios, a lógica do MENOS É MAIS vale para elencar o que pode dividir espaço com você na fotografia. Por exemplo, os óculos podem ser indispensáveis e fazer parte da sua identidade, mas não confunda um acessório necessário com um estilo duvidoso. As armações também podem influenciar na mensagem passada e gerar um ruído dependendo do seu negócio. Brincos, apesar de serem afixados na orelha, mas podem chegar ao ombro. Relógios são importantes para algumas pessoas, mas podem extrapolar no estilo, design e tamanho. Tenha controle dos objetos. Evite moda, seja atemporal.

08 - O equilíbrio! Parece estranho falar, mas não é incomum perceber algum desconforto na imagem e não identificarmos de pronto. Pode ser o eixo do próprio corpo inseguro.

09 - Para aumentar suas taxas de retorno e referência, invista em sua foto de perfil. Se não tiver orçamento para contratar um fotógrafo profissional, chame um amigo ou use um tripé com temporizador da câmera ou celular. Coloque em prática essas dicas e exercite. Não faça selfie!

10 - O tempo passa! Lembre-se de rever suas fotos e veja se você continua se identificando com você mesmo. Questione se a sua foto continua lhe representando. Atualize suas fotografias sempre que necessário. Você não quer perder a sua identidade ou parecer ultrapassado.

Andrea Rocha Costa é publicitária, formada em fotografia pelo Senac, pós-graduada em Marketing, repórter fotográfica, diretora artística e fundadora da produtora cultural ZBR Comunicações.

Please reload

Featured Posts

FOTOS PARA CELEBRAR UM CARNAVAL COM RESPEITO PARA TODOS

February 14, 2019

1/2
Please reload

Recent Posts

March 12, 2016

Please reload

Rua Correa Dutra 149 Sala 201

Flamengo - RJ | CEP 22210-050

(21)  99179 - 3608 | 3826  - 7365 

© 2019 Fotos Andrea Rocha - ZBR Comunicações LTDA.

Todos os Direitos Reservados

CNPJ 03.718.042.0001-50

  • YouTube Social  Icon